Rss Feed
  1. terça-feira, 26 de julho de 2011

    A minha não presta. Mas não presta de verdade.
    Admiro muito gente como Diana, que conseguiu lembrar o nome de uma música que a gente ouviu na ida pra Recife no carro do pai de Gabi, ano passado, daquela vez que a gente foi pra casa de Anissa.
    Ou quem chega pra você no meio de uma discussão e diz: "Você disse isso semana passada! Pensa que eu esqueci?".
    Ou quem bate o olho em uma pessoa no meio da rua e diz: "Ah, estudei com aquela criatura na 2ª série!"

    Galera, COMO VOCÊS FAZEM ISSO?

    Eu NUNCA me lembro onde deixei meu sorine. NUNCA. Eu já cheguei a ter três potinhos do troço ao mesmo tempo, porque perdia um e precisava comprar outro. E depois ia achando um por um aos poucos, e percebia que estavam em lugares óbvios.
    Sempre acontece também aquela coisa legal de você pensar: "Durrr, eu vou guardar esse papel muito importante neste lugar muito fácil e duurrr, só assim eu não vou esquecer onde botei."

    A regra é clara: Se você pensar isso antes de guardar alguma coisa, você vai esquecer.

    Já perdi altas contas do Hotmail porque esquecia as senhas e, INCLUSIVE, as tais respostas para perguntas secretas.
    E esquecia também qual o outro email que eu tinha cadastrado para enviarem a senha caso isso acontecesse.
    Ou isso, ou esquecia a senha do email reserva também.

    E nomes de pessoas. E rostos de pessoas.
    Esses são os piores.
    Aquela pessoa passa por você na rua, abre um sorrisão, te dá um abraço, te chama pelo nome, conta histórias da sua vida, algumas que você nem mesmo sabia, pergunta como vai a família, os amigos em comum, a irmã, o namorado, a vó, o cachorro, o papagaio e você lá, com aquela gigantesca cara de bunda, um sorriso ridículo, pensando: MEU DEUS, DE ONDE EU CONHEÇO VOCÊ?
    O pior fato que me ocorreu foi quando eu e Taiane estávamos na locadora, e um cara apareceu. Sorriu como se não houvesse amanhã, falou com a minha irmã, me cumprimentou e disse:
    - Tuíla não lembra de mim, né?

    Me encolhi.
    Eu juro que tava tentando disfarçar ao máximo, mas eu não fazia ideia de quem era aquele moço. Nem aquela sensação de "Te conheço de algum lugar...". Nem isso. Pra mim, ele era uma pessoa aleatória, que chegou na locadora ao mesmo tempo, e nada tinha a ver comigo.
    E o cara me coloca numa situação dessas.
    Devo ter ficado de todas as cores nesse momento.
    Meu rosto deveria estar lindo naquele tom de rosa-chiclete.

    - Er... Anh.... Não, mas... Lembro... É...
    - Lembra nada! Taiane, não diga a ela, não conta.
    Isso é cruel. Colocar minha irmã contra mim foi golpe baixo.
    Rosto muda para azul-avatar.

    - Como tu não lembra de mim, que absurdo! Nem tinha te dado carona se soubesse que você ia esquecer...

    Caraca, eu andei no carro desse cara? E não me lembro? Em quem eu estou me transformando???
    A cor agora era verde-esgoto.

    Meu sorriso variava entre uma risada constrangida e um sorriso amarelo canário. Se ele leu no meu rosto tão facilmente que eu não lembrava dele, poderia ter lido também o letreiro em neon que dizia: "Quero morrer porque vou explodir de tanta vergonha, então procure o mínimo de decência que resta em você e pare de me torturar."
    Provavelmente ele leu, mas era sádico demais pra se importar.

    Quando o cara finalmente se foi, eu pergunto a Taiane quem ele era, pelo amor de Deus???
    E eu sei que ela me disse. Lembro que ela me disse quem ele era, o nome, e como e quando pegamos carona com ele. Lembro de ter dado um tapa na testa e de ter pensado: Que imbecil eu sou, era tão óbvio!"
    Mas não me lembro quem era o cara.

    E espero não encontrá-lo na rua nunca mais, porque quando ele começar com o papo de "Tuíla não lembra de mim...", eu juro que me jogo na frente do 513, cujo motorista maldito terá prazer em me matar, e acabo com a tortura de uma vez.


    |


  2. 5 comentários:

    1. AlexGoblin disse...

      De mim, tu lembra?

    2. Relaxa... tu esquece Sorine. E eu? Uma vez, chovia tanto, que eu pedi o carro do velho para não chegar na faculdade ensopado. Dirigi até lá. Assisti aula, após o que fui embora pra casa... a pé (eram 25 minutos na canela). Deixei o carro estacionado lá.

    3. Tuíla disse...

      Hehehe, claro que lembro, Alex!

      E Jair ganhou de mim disparado. Me sinto melhor agora!

      xD

    4. Eliane disse...

      Eu sei quem era o moço, eu sei quem era o moço!!!!!!!!!!!!
      Ah! Mas não vou ti dizer, pq senão perde a graça.
      KKKKkkkkkkkkk
      Talvez ele já faça parte da lista. E se ele ler esse blogger?!
      Que vergonha!
      Dá teu pulos Tuilinha!
      kkkkkkkkkkkkkkkkk

    5. Tuíla disse...

      EU JA SEI QUEM ELE É!
      HAHAHAHA

      e se ele ler, ele me perdoa, porque ele é muito legal!
      uahauhau