Rss Feed
  1. domingo, 29 de novembro de 2009

    Minha irmã um dia desses me perguntou porque diziam que eu parecia a Vandinha quando fazia tranças [quando eu tinha cabelo suficiente pra fazer tranças] e quem raios era a Vandinha.

    Foi quando eu percebi que eu me lembrava muito pouco do desenho da família Adams que passava no meu tempo. Daí me meti a catar o video no Youtube pra mostrar àquela guria um pouco de cultura.



    Deu um pouquinho de trabalho achar a musiquinha de abertura. Eu queria em português, mas fiquei com preguiça de catar. Eu aprendi a estalar os dedos por causa da Família Adams. Marcou minha vida.

    Aí, como eu me empolguei, achei outro que fazia tempo que eu não via.



    Doido, eu adoraaaava TV Cruj! Eu estudei de tarde a maior parte da minha vida, então eu chegava do colégio cansada e morta de fome, mas preferia ligar a TV a ir catar comida na cozinha. Era sagrado. E sempre dava tumulto na minha casa porque meu pai queria assistir o jornal e vinha, sem dó nem piedade, mudando de canal. Só tinha uma TV na minha casa e como eu era menor e mais irritante, ele tinha vantagem. Mas eu sempre assistia um pedaço.

    Mas eu fiquei maravilhada quando vi um dos meus desenohos preferidos:



    Eu gostava do Doug Funnie porque era super fácil de desenhar. Ainda tentei uma ou duas vezes, mas normalmente deixava o papel de lado e ia assistir o desenho que era muito mais lucro.

    Ah, e também o clássico:



    O Fantástico Mundo de Bobby. Não sei os outros mas pra mim, as viagens dele pareciam suuuper normais.

    Boa semana :D
    |


  2. 0 comentários: