Rss Feed
  1. TPM

    quinta-feira, 29 de outubro de 2009

    Hoje eu poderia matar uma pessoa com uma mão só e um pé amarrado nas costas.
    Meu namorado, coitado, já sofreu um bocado. Fui grossa com uma amiga. Sinceramente, eu merecia uns tapas. Mas, se me batessem, causariam um desastre de proporções cósmicas.

    Um amigo meu uma vez veio me perguntar:
    - Minha namorada tá de TPM, já tentei agradar, conversar, fazer brincadeiras e nada adianta. O que é que eu faço pra melhorar o humor dela?

    Naquele dia, felizmente, eu não estava de TPM. Se eu estivesse, dava o dedo pra ele.
    Mas, lancei uma luz sobre o dilema do pobre coitado e hoje achei por bem dividir com o mundo.
    Se não concordarem, danem-se. Estou de TPM e preciso escrever.

    Regras básicas:
    1. Não tente agradar.
    Raramente vai funcionar. Ela vai permanecer de cara feia, odiando o mundo e pronta pra te dar um fora independente do que você diga.
    Se você for gentil e tentar elogiar, vai ser mais ou menos assim:
    - Você está tão linda hoje!
    - LINDA? PelamordeDeus, meu cabelo tá um bagaço, tou cheia de espinhas e acordei mais gorda que o normal e você tem a audácia de me chamar de LINDA.
    - Mas amor, eu te acho linda de qualquer jeito...
    - AH, VÁ &*¨!@*&!, você é um falso, tá querendo me agradar por quê? Fala logo, aprontou, não foi? VOCÊ NÃO ME ENTENDE! [gritos e choro]

    2. Não se iluda com uma conversa racional.
    Qualquer coisa que você disse, qualquer mínimo deslize, vai ser motivo para ela iniciar uma discussão que vai terminar em gritos e choro, de novo. Você provavelmente nem tinha intenção nenhuma de provocar a ira dela, mas ela vai entender que você é ignorante, grosso, machista e sem coração, e que está sempre querendo ser o certo e que nunca a entende.
    E vocês sabem que é assim mesmo.
    Eu faço isso.

    3. Brincadeiras serão a sua morte.
    É o primeiro reflexo da maioria. E é meio lógico.
    "Ela não tá legal, vou tentar animar." pensa o inocente.
    Raramente dá certo.
    Provavelmente ela não vai rir da sua piada, ou vai rir forçado. Ou vai rir, conversar sobre a piada e vai cair no mesmo problema do segundo ponto.
    Ou ela simplesmente não vai gostar da piada, acusá-lo de estar dando alguma indireta para ela, como insinuar que ela é burra como o português ou a loira, gorda como o elefante, ou fala como o papagaio.
    Em qualquer dos casos, vai dar em merda.



    4. Não tente ignorar.
    Se você pensar: "Ah, então o melhor que eu faço é deixar a coitada quieta, e não puxar conversa até a TPM passar, certo?"
    Errado, animal.
    É a pior atitude, acredite.
    Com certeza, ela vai te perguntar por que você não tá falando com ela. Vai perguntar o que aconteceu e qual é o seu problema. Quando você disser que não é nada, ela vai acusá-lo de não contar nada a ela, de nunca dividir seus sentimentos e de que o relacionamento de vocês não tem diálogo e cumplicidade e amizade e coisa e tal. E vai gritar e chorar e dizer que você não entende.
    A essa altura, é fácil de entender que vocês não entendem mesmo.

    Quer a solução?
    Aguente o tranco.
    Discuta se tiver vontade, seja legal se quiser, ignore se quiser.
    De um jeito ou de outro, a menos que ela seja uma santa, altamente consciente da própria chatice e extremamente contralada, vocês vão brigar.

    Eu REALMENTE não sou assim.
    Sou consciente, mas na maior parte do tempo não dou a mínima e aproveito o álibi dos meus hormônios e tudo mais pra ser idiota.
    E admito isso.


    Objetivo real do post:
    Ei bob, desculpa minha chatice?
    Eu te amo.

    Feliz um ano adiantado :*
    |


  2. 1 comentários:

    1. Laaaayla você me descreveu nesse post haiahiahiahai poooobre Renan.